quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Avaliação Neuropsicológica

Muita gente não conhece a neuropsicologia, e muitos profissionais mesmo na área da Saúde não sabem muito bem o que é a Avaliação Neuropsicológica.

Nós já publicamos um post antes sobre a Avaliação Neuropsicológica, falando  também da sua importância dentro do contexto da Reabilitação Neuropsicológica e Cognitiva.

A avaliação neuropsi (como nós carinhosamente chamamos) é um processo que permite compreensão funcional do desenvolvimento do indivíduo através da elaboração de um perfil de potencialidades e fragilidades. Ela permite:
  • Compreender e observar o potencial adaptativo, ou seja, como esse indivíduo interage com o mundo a partir do seu perfil de potencialidades e fragilidades;
  • Contribui para o diagnóstico diferencial, falando sobre a presença ou não de uma disfunção cognitiva, quais alterações mesmo que sutis podem ser observadas, etc;
  • Contribui para o estabelecimento de um prognóstico, ao identificar os recursos remanescentes e os potenciais do indivíduo, a avaliação permite entender qual o estágio da disfunção, quais recursos podem ser recrutados para uma reabilitação e já sinalizam sobre a evolução do quadro.
  • Orientação para a intervenção, uma vez que ela é a base da reabilitação.
É muito importante observar que a Avaliação Neuropsicológica é muito mais do que a mera aplicação de testes! Esse infelizmente é conceito errado que muitos colegas da áreas da Saúde (e muitas vezes psicólogos) acreditam ser verdade. A avaliação neuropsi faz uso sim de testes, mas ela vai muuuuito além disso. Senão bastaríamos colocar esses testes online para os pacientes fazerem não é mesmo!?

A avaliação neuropsi é todo uma compreensão dinâmica do comportamento que o sujeito expressa durante uma situação clínica (seja o teste, seja uma pergunta, ou seja uma brincadeira que eu faça com o paciente) que revela  a maneira como o sistema nervoso dessa pessoa lida com demanda do ambiente; como reage, como percebe e como se expressa diante disso. Todas as observações clínicas serão unidas dentro de um raciocínio dinâmico que une a história de vida desse paciente, história familiar e genética com conhecimentos sobre sistema nervoso, psicologia, medicina, desenvolvimento humano, patologias do sistema nervoso, etc, para a partir disso conduzir a uma compreensão do caso, entendendo se essa expressão comportamental do paciente é compatível com algum perfil neuropsicológico específico.

Para quem quiser se aprofundar mais, compartilho com vcs uma aula sobre Avaliação Neuropsicológica que ministrei na XXXV Semana da Psicologia da Universidade de Taubaté.


Gostou?? Quer saber mais?? Escreva pra gente!!!

Ms. Daniela Tsubota Roque
daniela.tsubota@gmail.com

Neurônios no Divã: Psicologia e Neurociências
Blog feito por psicólogas que acreditam em neurônios

Nenhum comentário:

Postar um comentário