domingo, 20 de março de 2011

Depressão

A Depressão é uma doença que afeta o estado de humor das pessoas, deixando-as com o humor deprimido, com perda de interesse ou prazer, com sentimentos de culpa, pouca energia e baixa concentração. Todas as pessoas, homens e mulheres, de qualquer faixa etária, podem ser acometidos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), nos casos mais graves, a depressão pode levar ao suicídio, uma trágica fatalidade associada à perda de 850 mil vidas por ano no mundo.


As condições de trabalho do mundo moderno parece contribuir para o desenvolvimento dessa doença. O mundo globalizado que nos leva a ver em tempo real imagens do outro lado do mundo, também  produz uma nova configuração nas condições de trabalho marcada pela necessidade de agilidade e competitividade.

Nesse cenário, o trabalho acaba se tornando extremamente estressante, devido à pressão da concorrência, demanda excessiva de trabalho, prazos muito curtos, maiores responsabilidades e maior competitividade interna. Não somente as condições de trabalho no sociedade moderna, mas também o próprio estilo de vida moderno causam prejuízos à qualidade de vida das pessoas. Com certeza, não é todos os dias que estamos bem, felizes e cantantes. Há dias que estamos mais "para baixo", que estamos mais introspectivos.  Mas é muito importante observar atentamente e compreender a diferença entre a tristeza e do quadro depressivo.

A depressão é uma doença complexa e pode ocorrer de forma diferente para cada pessoa, dependo da personalidade da pessoa. É importante observar os sintomas e por quanto tempo esses sintomas duram. De forma geral, a depressão se caracteriza pelo humor deprimido na maior parte de tempo. Contudo, somente esse sintoma não caracteriza a doença. Caso outros sintomas como perda de interesse nas atividades do dia-a-dia, sentimentos de inutilidade, dificuldade de concentração, cansaço excessivo, alterações no sono ou peso ocorram em conjunto com o humor deprimido por mais de duas semanas, fique atento !!

A depressão é uma doença tratável!! Medicação antidepressiva e psicoterapia são eficazes para 60-80% das pessoas afetadas. Um estudo recente publicado em janeiro de 2011 no Journal of General Internal Medicine (site IG em português, site Reuters em inglês ou artigo JGIM em inglês) mostrou como os tratamentos psicoterápicos são eficazes no tratamento da depressão, em especial nos casos de difícil tratamento. O estudo aponta as vantagens da psicoterapia a longo prazo em comparação com o tratamento medicamentoso.

Nossa experiência clínica, nos faz acreditar que o tratamento psicoterápico é altamente eficaz no tratamento da depressão em conjunto com tratamento medicamentoso. Especialmente nos casos mais graves da doença, não é possível tratar o paciente em psicoterapia se ele não consegue ir ao consultório. O uso do medicamento irá proporcionar ao paciente forças para vencer os sintomas da doença e a psicoterapia  auxiliará na compreensão da doença e dos seus sintomas na vida do paciente, compreendendo também quais as variáveis que favoreceram o surgimento da doença. Nos casos de depressão crônica, como a Distimia, a psicoterapia pode auxiliar o paciente no manejo de seus sintomas, na medida em que paciente passa a se conhecer e conhecer seus sintomas, ele consegue  reconhecer com mais rapidez as "crises" e agir de forma a minimizar os sintomas e problemas.

A OMS estima que até 2030, a depressão será a doença mais comum do mundo (Reportagem Estadão). Estar atento para os sintomas da depressão e conhecer essa doença é muito importante. A depressão não é sinônimo de preguiça ou fraqueza, mas uma condição médica-psicológica que afeta homens e mulheres no mundo todo. Ninguém está livre de ser acometido por essa doença. E a procurar por ajuda especializada é caminho fundamental no tratamento da depressão.


Rosani Ap. Antunes Teixeira
psic_rosani@yahoo.com.br

Daniela Tsubota Roque
daniela.tsubota@gmail.com

Neurônios no Divã: Psicologia e Neurociências
Blog feito por psicólogas que acreditam em neurônios
http://www.neuroniosnodiva.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário